domingo, 8 de maio de 2011

FAMÍLIA

Por: Vanderlei Batista Marins*

Comentário do Capítulo 17 da Declaração Doutrinária da Convenção Batista Brasileira

A família é a célula mater da sociedade, sua primeira instituição, e foi criada por Deus para o bem do homem e, consequentemente, de toda a humanidade. Sua base é o casamento monogâmico, que se deve sustentar no tempo, sendo desfeito somente pela morte ou pela infidelidade conjugal.
O princípio da família é “deixar para formar”. [...] deixará o varão o seu pai e sua mãe”. Esta é a regra máxima ditada à sociedade para que possa estabelecer e durar.
A família propicia a integração do gênero humano, promove comunhão, cooperação e harmonia entre cônjuges e filhos. Dentro do ideal bíblico, a família é um núcleo por onde haveriam de fluir as bênçãos divinas para alcançar os moradores da terra (Gn 1.28). Deus não queria que o homem vivesse só; sendo assim, a constituição da família soluciona o primeiro problema da raça humana: a solidão.
Viver acompanhado ou tendo alguém inserido em seu contexto é corresponder aos intentos do Pai, que não estava solitário na eternidade, pois participava de íntima comunhão com o Filho e o Espírito Santo.
Como é desafiador o ideal de convivência! Deus quer que haja relacionamento entre seus filhos, entre famílias, pois Ele é um ser pessoal e sociável às criaturas morais.
O viver isolado é uma anomalia, uma agressão à Palavra de Deus, que apregoa que não é bom que o homem esteja só. A família dá respaldo nas ações do cotidiano, abriga nas aflições, entusiasma na construção dos ideais da vida e favorece a interação entre os seres.
*Pastor da 1ª Igreja Batista em Alcântara e Presidente da Convenção Batista Fluminense

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe este blogueiro novato feliz! Adicione seu comentário com elogio, crítica ou sugestão. Deus te abençoe!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...